sábado, 28 de novembro de 2020

O livro sobre nada - Manoel de Barros

O livro sobre nada

É mais fácil fazer da tolice um regalo do que da sensatez.

Tudo que não invento é falso.

Há muitas maneiras sérias de não dizer nada, mas só a poesia é verdadeira.

Tem mais presença em mim o que me falta.

Melhor jeito que achei pra me conhecer foi fazendo o contrário.

Sou muito preparado de conflitos.

Não pode haver ausência de boca nas palavras: nenhuma fique desamparada do ser que a revelou.

O meu amanhecer vai ser de noite.

Melhor que nomear é aludir. Verso não precisa dar noção.

O que sustenta a encantação de um verso (além do ritmo) é o ilogismo.

Meu avesso é mais visível do que um poste.

Sábio é o que adivinha.

Para ter mais certezas tenho que me saber de imperfeições.

A inércia é meu ato principal.

Não saio de dentro de mim nem pra pescar.

Sabedoria pode ser que seja estar uma árvore.

Estilo é um modelo anormal de expressão: é estigma.

Peixe não tem honras nem horizontes.

Sempre que desejo contar alguma coisa, não faço nada; mas quando não desejo contar nada, faço poesia.

Eu queria ser lido pelas pedras.

As palavras me escondem sem cuidado.

Aonde eu não estou as palavras me acham.

Há histórias tão verdadeiras que às vezes parece que são inventadas.

Uma palavra abriu o roupão pra mim. Ela deseja que eu a seja.

A terapia literária consiste em desarrumar a linguagem a ponto que ela expresse nossos mais fundos desejos.

Quero a palavra que sirva na boca dos passarinhos.

Esta tarefa de cessar é que puxa minhas frases para antes de mim.

Ateu é uma pessoa capaz de provar cientificamente que não é nada. Só se compara aos santos. Os santos querem ser os vermes de Deus.

Melhor para chegar a nada é descobrir a verdade.

O artista é erro da natureza. Beethoven foi um erro perfeito.

Por pudor sou impuro.

O branco me corrompe.

Não gosto de palavra acostumada.

A minha diferença é sempre menos.

Palavra poética tem que chegar ao grau de brinquedo para ser séria.

Não preciso do fim para chegar.

Do lugar onde estou já fui embora.

Compartilhar:

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Elton Musk - SpaceX - O retorno do primeiro estágio da Falcon9

 Olá meus amigos. Se você ainda não conhece Elton Musk, saiba que ele é o CEO da SpaceX e está fazendo um trabalho definitivamente inovador "no espaço". Abaixo o video do retorno do primeiro estágio da Falcon 9, que por sinal uma categoria de retorno:



Lembrando que a SpaceX é uma empresa comercial e a NASA já está utilizando de seus serviços. Tivemos nestas ultimas semanas o lançamento da Falcon 9 Crew Dragon levando 4 astronautas à ISS (Estação Espacial Internacional).


Fonte SpaceX

Compartilhar:

domingo, 31 de maio de 2020

Reinventa-se

A vida nem sempre é aquilo que vivemos. E viver, é reinventar-se a todo momento.
Sonhos e encantos pode ser mudados ou simplesmente modulados a todo instante 
Eis o momento mais difícil: separar o que sonhamos, do que somos.

Buscar o almejo é buscar realizar os mais singelos sentimentos do nosso coração.
Quem dera eu poder ser aquilo que sinto, aquilo que sonho.
Quem dera eu poder voar, sentir, abraçar.

Mas nada é mais fabuloso do que se reinventar
Reinventar sonhos
Reinventar sentimentos
Reinventar...

Reinventar não é uma habilidade diante do novo. É permitir que o novo adentre meu eu.
E desse eu, surgir em nós uma nova maneira de voar em nossos sonhos.

Reinventa-se, permita-se e viva-se!


Compartilhar:

sábado, 23 de maio de 2020

A perda de um amigo

Hoje, 23/05/2020 Há dois dias perdi um grande amigo para o COVID-19 e um excelente pai, sogro e amigo. Eu não tenho palavras para descrever o sentimento de tristeza diante essa perda. Sua principal virtude era a sua dedicação com a família, esposa e seus 4 filhos. "Adalberto Clímaco".

Uma pessoa extremamente generosa e cuidadosa de um coração gigante. Atleta por natureza, correu ao lado do campeão olímpico Joaquim Cruz. Mas o xadrez era sua grande paixão, uma mente PRIVILEGIADA.

Com sua dedicação e ensinamentos que levou seus alunos e filhas a serem campeãs estaduais e lançando voo aos níveis nacionais. E foi no tabuleiro, a 4 semanas, nosso último encontro, o último adeus... O último aperto de mão.

Com toda certeza, com sua perca, pra mim, o xadrez não será mais o mesmo. Não só por sua genialidade, mas por você em si, por sua pessoa, sua humanidade, sua amizade.

Meus profundos sentimentos a família e amigos. Minha vontade é de colocar todos em meu colo e sair correndo a cuidar. Mas rezo para que Deus os conforte e supere tamanha perda.
Cuide-se e cuide dos seus! Mãos dadas
Compartilhar:

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Dona Maria


- Como podes dona Maria, a Sra nesta idade?
- O que tu queres de mim? logo você, nessa sua miséria de vaidade, se passando pela verdade e o justo sabedor.

Dona Maria é uma mulher cruel e quando pequena, costumava sonhar em ser uma astronauta. Hoje, cursando faculdade descobriu suas vaidades; prometeu sonhar de verdade; acabou com sua ingenuidade e tornou-se a mulher-dona mais justa que a metade de sua dignidade.
Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp

quarta-feira, 13 de maio de 2020

13 de Maio - Dia de Nossa Senhora de Fátima


Hoje é o dia de Nossa Senhora de Fátima e não poderia deixar de fazer uma pequena homenagem à mãezinha contando um pouco dessa história tão linda!

"Oito dias após a convocação do Papa, em resposta as orações, Nossa Senhora de Fátima fez sua primeira aparição em 13 de maio de 1917 na pequena aldeia de Fátima em Portugal. Em um local chamado “Cova de Iria”, ela apareceu para três pequenos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta.
Por volta de meio-dia eles brincavam pelo campo enquanto cuidavam de um pequeno rebanho quando pararam para rezar o terço, como já era de costume. Queriam voltar logo para a brincadeira e por isso rezaram à moda deles e rapidamente voltaram para o campo e foi quando viram um clarão bem similar ao de relâmpagos.
Acharam que ia chover e por isso se recolheram para ir embora e foi quando viram um segundo clarão em cima da copa de uma árvore (chamada azinheira) e em seguida viram Nossa Senhora de Fátima. Assustados, quiseram correr, mas Nossa Senhora logo os tranquilizou e pedindo que não tivessem medo, pois ela vinha do Céu.
Segundo relato dos próprios pastorinhos, a visão era de uma “Senhora mais brilhante que o Sol”, e em suas mãos pendia um Rosário. Serena e tranquila disse às crianças:
“Vim para pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei aqui ainda uma sétima vez.”
E as aparições aconteceram sete meses seguintes conforme o prometido. Antes de ir embora, Nossa Senhora de Fátima ainda ressaltou:
“Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo, e o fim da guerra.”

Rezemos todos os dias 

❤️


Compartilhar: Compartilhar no WhatsApp